Noticias

Noticias (3)

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Proin ornare consectetur sodales. Nulla luctus cursus mauris at dapibus. Cras ac felis et neque consequat elementum a eget turpis.

O cloro é um produto químico tóxico que foi usado para desinfetar água potável por quase 100 anos. É econômico e mata muitas bactérias, incluindo aquelas que causam a febre tifoide, cólera e disenteria.

Infelizmente, também é um veneno que tem muitos efeitos colaterais no corpo humano. O cloro reage com substâncias naturais, como a decomposição de plantas e materiais de origem animal, normalmente presentes na água para criar trihalometanos (THM).

Estes THMs desencadeiam a produção de radicais livres no organismo, são altamente cancerígenos, e causam danos celulares. Uma vez que as artérias estão comprometidas, o colesterol LDL pode unir-se as suas paredes, levando à aterosclerose e doenças cardíacas. Câncer do rim, bexiga e vias urinárias são mais comuns em determinadas cidades, pois o cloro em excesso além das normas do governo é adicionado devido ao abastecimento de água estar muito poluída. Não é incomum para o abastecimento de água municipal a ter níveis de cloro superiores aos recomendados como seguros para uma piscina.

Segundo um estudo do Instituto Regulador de Águas e Resíduos (IRAR), realizado em 2008, três quartos dos portugueses consomem água engarrafada.

Apesar de já se falar há algum tempo sobre o consumo excessivo da água engarrafada, especialmente em países onde a água da rede, na maioria das cidades, é perfeitamente potável, ainda há consumo excessivo e desnecessário do produto, segundo os ambientalistas. 

As maiores críticas recaem sobre o facto de milhares de toneladas de plástico serem consumidas para produzir embalagens e muitas emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera serem feitas durante o transporte

Algumas dicas para economizar água, contribuir assim para o futuros dos seus filhos, netos e bisnetos.

Este bem não é inesgotável, como muitas vezes somos levados a pensar: 97% da água existente é salgada
3% encontra-se em estado sólido, gelo; 0,5% de água é o que o homem tem de água potável para sobreviver. 
Perante estes dados verifica-se que a água tornou-se um bem escasso.